Crânios de Cristal – Mistério Fantástico – Maias e Astecas.

18 out

 

São nove os crânios pesquisados até agora por Shapiro. Eles  podem ser vistos no site Enterprises.

Crânio de Mitchell-Hedges –  Peça dupla de quartzo  transparente. Pesa 5 quilos. Foi descoberto em Belize, nas ruínas de uma cidade  maya, por Franck Mitchell-Hedges. Atualmente, está em Toronto, no Canadá, com  Ana Mitchell-Hedges, filha adotiva de Franck. O cristal é uma cópia perfeita do  crânio humano,
exceto pelas têmporas, de forma circular.

Max, o crânio do Texas –  – Peça única de quartzo transparente.  Pesa 8 quilos. Foi doada ao  Parque de Houston, Texas, por um monge tibetano, que  por sua vez o recebeu como presente dos habitantes de uma pequena vila na  Guatemala.
Desde o ano passado, Max tem sido usado em cerimônias religiosas dos
índios norte-americanos.

O crânio inglês –  – Peça única de quartzo transparente.  Acha-se no Museu Britânico do  Homem, em Londres, desde 1898. Foi encontrado no  México, em 1890, por  um caçador de tesouros. É mais sombrio do que o crânio de  Mitchell. A
face direita está deformada.

O crânio de Paris –  Peça única de quartzo transparente.  Também foi encontrado no México,  em 1890. Acha-se agora no Museu Trocadero, em Paris. Possui as  mais primitiva das faces de todos os crânios pesquisados. Tem um corte de  cima  para baixo, em forma de cruz.

O crânio violeta –  Peça única, esculpida em ametista. Foi achado  em um depósito de  artefatos maias por um membro de uma fraternidade secreta do  México, em  1900. Está noTexas e à venda. Difere dos outros pela sua têmpora
circular e uma faixa branca em torno de sua parte superior.

O crânio maia –  Peça única de quartzo transparente,  encontrada na Guatemala, em 1912,  semelhante ao crânio de ametista. Seu  paradeiro atual é desconhecido.

O crânio “ET”  – Peça única de quarzo opaco, descoberto no  povoado de uma família  maia na América Central, por volta de1900. A fronte é  ponteaguda e os
dentes são projetados para a frente.

O crânio peruano –  Foi encontrado no nordeste do Perú. Peça  única de quartzo
transparente, azulado na região dos olhos. Acha-se em mãos de  uma tribo
primitiva naquela região peruana.

O crânio do Smithsonian Institute –  Recentemente, o  Smithsonian Institute recebeu uma crânio de quartzo  transparente, doado por  fonte anônima. É grande, oco e pesa 14 quilos.

Anúncios

Escreva sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: