Fim sem misericórdia levanta questão: quem matou Kadafi?

21 out

Relatos inconsistentes provocam dúvidas sobre quem desferiu golpe fatal  contra ex-líder morto em sua cidade natal, Sirte.

iG São Paulo | 21/10/2011

Retirado à força de uma tubulação, um Muamar Kadafi ferido ergueu suas mãos para o céu e  implorou aos combatentes do Conselho Nacional de Transição da Líbia: “Não me  matem, meus filhos.” Dentro de uma hora, ele estava morto, mas não sem antes ter  seu corpo vingado por décadas de ódio. Tropas puxavam os cabelos do excên trico  ditador e desfilaram seu corpo ensanguentado no capô de uma caminhonete.

 

Foto: AP

Líder líbio, Muamar Kadafi, gesticula durante parada militar em Trípoli (1 de setembro de 2009)

 

O fim violento do líder na cidade onde nasceu,  Sirte, representou a morte de um regime que comandou com mãos de ferro durante 42 anos e foi derrubado por um levante  popular iniciado em fevereiro que se tornou uma sangrenta guerra civil. Kadafi,  foragido havia dois meses, foi o primeiro chefe de Estado  deposto pelas revoltas da Primavera Árabe que acabou morto.

Antes da confirmação oficial da morte, uma profusão de  imagens de seu corpo começou a circular pela internet. O canal de TV Al-Jazeera  levou ao ar um vídeo com um Kadafi muito ferido, mas ainda vivo, sendo arrastado  por homens armados até uma caminhonete. A rede transmitiu em seguida uma  filmagem da parte superior de seu corpo, parcialmente despido, com um rosto  apático e ferido por uma bala na cabeça. Nela, combatentes anti-Kadafi  celebravam, fazendo disparos para o ar. Um terceiro vídeo, publicado no YouTube,
mostrou tropas cercando animadamente o corpo do líder deposto, aparentemente sem  vida. A cabeça era puxada pelos cabelos para enfatizar nas fotografias o rosto  do homem morto.

Essas perturbadoras imagens do corpo de Kadafi levantam questões sobre o  autor do golpe fatal e sobre como foi executada a operação dos combatentes com  auxílio da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte).

Confira abaixo os principais relatos que apontam como seu longevo  regime chegou ao fim:

– Uma autoridade europeia que estava a par das operações da Otan disse que há  dias existiam fortes suspeitas de que Kadafi e seus filhos estavam escondidos em  três edifícios localizados no quadrante noroeste de Sirte. O oficial, que falou  anonimamente, disse que a Otan e os combatentes do CNT acreditavam que, se
Kadafi estava em um daqueles prédios, tentaria fugir a qualquer momento.

– Nas primeiras horas da quinta-feira de 20 de  outubro, as forças revolucionárias retomaram uma ofensiva em Sirte contra os partidários de Kadafi,  que haviam recuado para um bloco de prédios com uma área aproximada de 600  m².

– Um comboio composto por cerca de 80 veículos saiu do prédio, e as tropas  leais ao CNT tentaram interceptá-lo, segundo relato de Fathi Bashagha, porta-voz  do Conselho Militar de Misrata. No comboio que levava o líder deposto também  estava Abu Bakr Younis Jabr, líder do Exército, e Mutassim, um dos filhos de
Kadafi. Um avião não-tripulado dos EUA avisou a Otan, que ordenou um ataque  aéreo contra os veículos.

– De acordo com o ministro da Defesa da França, Gerard Longuet, por volta das  8h30 do horário local (4h30, horário de Brasília), o ataque foi lançado por  jatos franceses a cerca de 3 km a 4 km a noroeste da cidade, forçando os  veículos a parar.

– Em terra, os combatentes atacaram os partidários de Kadafi com foguetes,  morteiros e armas, em uma batalha campal que durou três horas. Alguns membros do  comboio escaparam a pé dos veículos, relatou Bashagha, enquanto eram  perseguidos.

– O líder deposto e seus companheiros buscaram refúgio em uma tubulação sob  uma estrada não muito longe do local do bombardeio.

 

Foto: AFP

Combatente do CNT mostra um duto de concreto onde Kadafi teria sido capturado  em Sirte, segundo uma das versões para a morte do líder deposto da  Líbia

 

– Forças do CNT cercaram Kadafi. “Primeiro, atiramos neles com morteiros, mas  sem sucesso. Então fomos a pé. Um dos homens de Kadafi saiu agitando seu rifle  para o ar… assim que viu meu rosto, começou a atirar em mim. Acho que Kadafi  deve ter dito a eles para que parassem. ‘Meu mestre está aqui, meu mestre está
aqui’, disse, ‘Muamar Kadafi está aqui e está ferido'”, completou o combatente  Salem Bakeer à Reuters.

– Kadafi, então, foi retirado à força do esconderijo sem apresentar  resistência e obrigado a entregar sua arma de ouro, segundo autoridades  interinas. Com sérios ferimentos, perguntou aos combatentes que estavam do lado  de fora: “O que vocês querem? Não me matem, meus filhos.” De acordo com relatos,  a captura ocorreu por volta das 12h do horário local (8h, horário de  Brasília).

– Autoridades do governo interino dizem que Mutassim, um dos filhos do  Kadafi, morreu durante a captura do pai.

Os momentos finais de Kadafi foram descritos pelo primeiro-ministro  do governo interino da Líbia, Mahmoud Jibril, horas depois do anúncio oficial de  sua morte:

– Segundo Jibril, um “relatório forense” apontou que  Kadafi foi morto por um ferimento de bala na cabeça
durante tiroteio entre os dois lados do conflito – em um argumento que parece  ter a intenção de indicar que ele não foi executado. – Segundo Jibril, Kadafi estava em boa saúde quando foi encontrado e, ao ser  retirado da tubulação, levou um tiro no braço direito.

– Os combatentes arrastaram Kadafi ferido até uma caminhonete.

– Enquanto o veículo se movia, uma bala do tiroteiro entre os combatentes do  CNT e partidários do líder teria atingido Kadafi na cabeça.

– De acordo com o premiê, Kadafi morreu poucos minutos antes de chegar ao  hospital.

– Apesar da versão oficial, especialistas estrangeiros que viram fotos do  corpo de Kadafi dizem que os ferimentos parecem ter sido causados por disparos  de arma a curta distância, e não por fogo de alta velocidade disparado por  rifles de assalto à distância.

– O corpo do líder deposto foi levado para a cidade vizinha de Misrata, que  as forças de Kadafi cercaram durante meses. Mohammed, um residente do local,  alegou que esteve na mesquita para onde o corpo de Kadafi foi levado. À BBC,  disse: “É definitivamente ele, é seu cabelo, seu rosto, saberia disso em
qualquer lugar – todos os líbios saberiam.”

Anúncios

Escreva sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: