Camelôs obrigam comerciantes a fecharem portas no Brás.

25 out

Durante a madrugada, ambulantes atearam fogo em um carro.Protesto é contra   fiscalização realizada na Feira da Madrugada.

Juliana Cardilli Do G1 SP

pm bras feira da madrugada (Foto: Mario Ângelo/Sigmapress/AE)Força de Choque da PM posicionada para conter tumultos no Brás (Foto: Mario Ângelo/Sigmapress/AE)

//

Os camelôs da região da Feira da Madrugada, no Brás, no Centro de São Paulo,  obrigaram os donos de lojas a fecharem suas portas durante protesto por volta  das 8h15 desta terça-feira (25). Os poucos comerciantes que abriram suas portas  ouviram gritos de “fecha” durante a passagem da manifestação dos vendedores
ambulantes. Eles chegaram a avançar em um comerciante que resistiu em fechar seu  estabelecimento. Uma pessoa foi detida e levada para o 12º DP.

A Polícia Militar reabriu por volta das 7h10 desta terça a Feira da Madrugada, no Brás, na região central de São Paulo. Durante esta madrugada, camelôs protestaram contra uma operação de fiscalização da Prefeitura, realizada nesta segunda (24). Segundo a Polícia Militar (PM), houve vandalismo na Rua  Oriente, no Brás.

No início desta manhã, a situação era tensa no local. A Tropa de Choque da Polícia Militar estava posicionada. Ambulantes ocupavam a Rua Oriente, próximo ao cruzamento com a Rua Rodrigues dos Santos. Eles se sentaram no chão, impedindo a passagem de veículos. A manifestação era pacífica no horário. Em
seguida, eles seguiram em protesto pelas ruas do bairro.

Apesar da reabertura da feira, o movimento era fraco, com poucos clientes. Só estava sendo permitida a entrada de comerciantes que receberam autorização da  Prefeitura. Todos eram revistados pela PM.

Madrugada
De acordo com a PM, os camelôs atearam fogo em  um carro e jogaram objetos em direção aos policiais. Os camelôs se revoltaram  após serem impedidos de trabalhar na região da Feira da Madrugada – todas as
noites ocorre a Operação Delegada na região, feita pela PM e pela Prefeitura. Policiais informaram que receberam ordem da subprefeitura de não deixar os camelôs se instalarem nas ruas do bairro. Quando isso foi feito, começou a confusão.

comerciante brás (Foto: Juliana Cardilli/G1)
Comerciantes ficaram com as portas abertas pela metade  após protesto de camelôs no Brás (Foto: Juliana Cardilli/G1)

Além do carro, um depósito também pegou fogo – segundo a polícia, há indícios de que o incêndio no galpão foi criminoso. A polícia usou bombas de efeito moral para dispersar os manifestantes e houve muita correria pela região. Não há informações de feridos ou detidos.

Consumidores disseram que faziam compras dentro do complexo da feira quando começou uma grande correria. A polícia fechou o local, que permanecia bloqueado no início desta manhã.

A expectativa é que os ambulantes façam um novo protesto ao longo da manhã desta terça-feira na Avenida do Estado.

A Feira da Madrugada ficou fechada por três semanas em agosto durante uma  fiscalização da Prefeitura de São Paulo e foi reaberta no dia 27 de agosto.

protesto brás (Foto: Juliana Cardilli/G1)Manifestação ocorreu nesta madrugada após
fiscalização da Prefeitura realizada nesta segunda-feira (Foto: Juliana
Cardilli/G1)
Anúncios

Escreva sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: