Inflação sobe 6,97% em 12 meses, aponta IBGE

11 nov

PEDRO SOARES
DO RIO

Atualizado às 11h29.

A inflação oficial de outubro, medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), variou 0,43%, ante alta de 0,53%, em setembro. A taxa acumulada em 12 meses ficou em 6,97%, acima do teto da meta do governo, de 6,5%. Os dados foram divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

De janeiro a outubro, o indicador acumula alta de 5,43% –a mais alta desde outubro de 2004.

O recuo ou os aumentos menores nos preços de alimentos in natura, dos combustíveis e de alguns serviços provocaram a freada da inflação oficial.

O grupo alimentos subiu 0,56%, abaixo da taxa de setembro (0,64%) e transportes passou de 0,78%, em setembro, para 0,48% em outubro.

De setembro para outubro, as quedas de destaque, entre os alimentos, ficaram com produtos in natura como tomate (6,53%), cenoura (-6,01%), hortaliças (-4,73%) e açúcar cristal (-1,93%).Também subiram menos e ajudaram a conter a alta do IPCA leite (0,05%), arroz (0,25%) e carnes (0,90%).

As carnes, apesar da desaceleração, ainda mantêm ritmo forte de alta por conta do aumento da renda, segundo Eulina Nunes dos Santos, coordenadora da Índices de Preço do IBGE. “Com mais dinheiro no bolso, as famílias estão comendo mais carne.”

Por uma falha no sistema de publicação do site do IBGE, alguns usuários tiveram acesso ontem ao IPCA de outubro.

VARIAÇÕES MENSAIS

Outubro 0,43%
Setembro 0,53%
Agosto 0,37%
Julho 0,16%
Junho 0,15%
Maio 0,47%
Abril 0,77%
Março 0,79%
Fevereiro 0,80%
Janeiro 0,83%

Anúncios

Escreva sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: