# Sem tempo para “poesia” ou com tempo para questões ambientais?

20 abr

A construção do novo autódromo do Rio de Janeiro, em um terreno do Exército em Deodoro, na Zona Oeste da cidade, recebeu parecer contrário do Conselho Municipal de Meio Ambiente. De acordo com o parecer, o terreno teria vegetação remanescente de Mata Atlântica e a obra seria prejudicial a uma região carente de áreas verdes.

A realização da obra está vinculada ao início da construção do Parque Olímpico dos jogos de 2016, palco principal das olimpíadas e onde atualmente está o Autódromo de Jacarepaguá. Para que o Parque Olímpico seja construído, é preciso entregar outro autódromo para a Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA).

O acordo da prefeitura com a confederação foi firmado antes do Pan de 2007.

O parecer surpreendeu pela composição do conselho, que também é formado por representantes de várias secretarias municipais. O presidente é o vice-prefeito e secretário de Meio Ambiente, Carlos Alberto Muniz. Mesmo assim, o parecer contrário aos planos da prefeitura foi aprovado por unanimidade, o que preocupa a Confederação de Automobilismo.

“Se tiver que se procurar um novo local para a construção do autódrom, a CBA terá que examinar, para ver se ele tem condições de abrigar um autódromo. Isso vai gerar um atraso na construção do autódromo e um atraso na cosntrução do Parque Olímpico”, afirmou o diretor jurídico da CBA, Felipe Zeraik.

A assessoria da prefeitura afirma que o vice-prefeito Carlos Alberto Muniz apenas seguiu a votação do conselho, mas diz que não há divergências sobre a decisão de fazer a obra do novo autódromo no local onde está previsto.

A vereadora Andrea Gouvêa Vieira (PSDB) disse que o próprio Conselho apresentou uma alternativa. “Ao lado existe uma área não preservada, uma área já em desuso, que pode perfeitamente ocupar o local adequado para um autódromo”, disse ela.

O prefeito Eduardo Paes disse que não vai acatar o parecer, e que o licenciamento para a obra será concedido. “Os ajustes ambientais que tiverem que ser feitos vão ser feitos. A essa altura, não dá pra gente ficar com poesia (…) nós temos a responsabilidade de fazer um novo autódromo pra cidade e ele será feito e a gente vai caminhar no prazo”, disse Paes.

Fonte G1/RJ

                                                                                                            Foto:revistafator

Green Nation Fest : http://www.greennationfest.com.br/

 

# Questione

Prefeito Eduardo Paes diz que nao tem tempo para poesia pois tem um prazo para construir o autódromo. De acordo com o parecer, o terreno que será utilizado para construção do autódromo e o mesmo teria vegetação remanescente de Mata Atlântica e a obra seria prejudicial a uma região carente de áreas verdes.

Enquanto isso o prefeito Eduardo Paes faz o lançamento do Green Nation Fest evento interativo que acontece entre os dias 31 de maio e 7 de junho e vai preparar a cidade para a Rio + 20. O evento acontecerá na Quinta da Boa Vista e vai tratar de questões ambientais através de atividades audiovisuais voltadas para todas as idades. 

# Sem tempo para “poesia” ou com tempo para questões ambientais?

Dê sua Opinião no nosso blog ou no Facebook.

#Questione, Forme sua opinião e Faça a diferença!

 

Anúncios

Escreva sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: